Apartamento Hertzog

Os clientes configuravam uma família de um casal e dois filhos em idade pré-escolar. O interesse principal era colecionar arte e o projeto tinha o desafio de criar uma “galeria” dentro do apartamento para expor quadros e objetos, além de criar condições adequadas na sala de estar, sala de jantar, varanda e biblioteca, que também iriam receber parte da coleção. Somado a isto,o projeto tinha que ser funcional, de alto padrão e elegante.

 

O apartamento tinha acabamentos um tanto rebuscados e “neo-clássicos”, com a presença de colunatas de gesso pintadas, batentes de portas e forros  em gesso com arabescos e relevos pintados, e alguns elementos decorativos especiais, como por exemplo um “bar” com bancada de mármore e fechamento em madeira, com paredes espelhadas e marmorizadas, etc. O layout também era bastante fragmentado parecendo um labirinto. Apesar da intenção do cliente ser de adotar um projeto contemporâneo, foi feita uma  seleção criteriosa do tratamento destes elementos e do que deveria ser demolido ou preservado ou transformado. Em parte havia vantagens econômicas em preservar certos acabamentos e havia também um aspecto divertido em deixar rastros da história deste apartamento transparecerem de maneira transformada em meio a um novo contexto, quase uma brincadeira entre as várias ocupações que este espaço já comportou. Em relação ao layout optou-se por eliminar a compartimentalização excessiva  existente, criando ambientes amplos e permitindo uma leitura orgânica e de fácil compreensão do espaço.

 

Para criar a “galeria”, demoliu-se a dispensa e realinhou-se a cozinha, liberando o corredor de acesso entre o lobby e a área social, que adquiriu pouco menos de três metros de largura, para exibição da coleção. As paredes sólidas do hall de elevadores também foram demolidas e substituídas por duas grandes portas de vidro de correr, que podiam ser totalmente abertas, integrando o lobby à “galeria” e permitindo um angulo de visão maior entre os dois corredores. Na sala de estar, foi demolida a parede entre a sala e o “bar”, adicionando amplitude ao espaço social e estendendo a área de parede para exposicão,  conferindo continuidade visual às peças além de conectar visualmente as duas varandas e contribuir para elevar o nível de iluminação natural. Na parede que separa a sala de jantar da sala de estar, foi introduzida uma porta corrediça, que quando aberta também conecta os ambientes ampliando o estar ainda mais.

 

Na área íntima, foram removidas algumas divisórias para mais amplitude espacial e iluminação ou substituídas por paredes de vidro ou divisórias baixas. Foram planejados closets e roupeiros para todos os quartos, e na ala do casal, foi isolada a área dos fundos para configurar os aposentos íntimos, com quarto; dois closets; banheiro com duas pias e acabamentos em mármore, vaso sanitário em recinto separado,  banheira de hidromassagem e área de chuveiro/sauna; e hall de acesso com vidro jateado para o banheiro. Os quartos das crianças configuram duas suítes com entrada independente e compartilham ao meio uma sala de brinquedos, com painéis de correr abrindo para o corredor, que a conectam visualmente à sala íntima de TV e descanso. Fez-se também um escritório para a esposa.

 

Todos os banheiros do apartamento, com exceção do lavabo, foram inteiramente refeitos, com novo layout  e novos acabamentos, metais e louças. Optou-se pela pastilha no revestimento.

 

Alguns projetos especiais desenvolvidos como parte do projeto de arquitetura de interiores, foram o da adega, com climatização e marcenaria customizada, o da biblioteca, com marcenaria também customizada e detalhada para toda as paredes envoltórias do ambiente, os armários dos banheiros, os closets, as estantes para a sala íntima e mobiliário para o escritório. Foi também concebido um telão retrátil entre a sala de estar e o “bar” com tecnologia multimídia associada, com assessoria de um consultor especializado e projeto de automação para o apartamento todo. O layout da cozinha também foi inteiramente reformulado no projeto de interiores, incluindo área para copa.  A implementação e mobiliário foram desenvolvidos por firma especializada (Kitchens).

 

As cores e acabamentos especificados tem tons neutros para ajudar a realçar as obras de arte.  O acabamento dos pisos da área social é em granilite com seixos, incluindo os terraços, as salas e o hall. Nos quartos utilizou-se carpete e na sala de brinquedos, um piso em resina. Os forros foram feitos em gesso, com sanca e iluminação embutida. Para a área de estar e “galeria” foi contratado projeto de iluminação especial.

Marina Mindlin Loeb Arquitetura / Tel: +55 11 99345-9534 / mmloeb@mmloebarquitetura.com

  • facebook